5 Dicas Infalíveis para não adiares mais o despertador

pessoa de braço esticado a desligar o despertador

 

Se o teu primeiro movimento de todas as manhãs consiste em esticar o braço em direção ao botão snooze do teu despertador… não estás sozinho! 

A vontade de aproveitar os últimos momentos debaixo dos lençóis é um sentimento comum a muitas pessoas, principalmente quando se trata de acordar cedo. Porém, adiar constantemente o despertador pode ser prejudicial. Descobre porquê. 

PORQUE NÃO DEVES ADIAR O DESPERTADOR?

“Só mais 5 minutos…”. É este o teu pensamento sempre que o teu despertador toca? Adiá-lo é um hábito que deves evitar. 

Enquanto dormimos, o nosso organismo reduz a produção de melatonina e aumenta a produção de cortisol - duas hormonas responsáveis por regular o nosso sono.

Quando adiamos a hora de despertar, o tempo que dormimos entre cada intervalo de um novo despertar, não é o suficiente para ser considerado como sono de qualidade. Na verdade, estamos só a tornar o despertar ainda mais difícil e a desregular o nosso relógio biológico! Podes descobrir mais no nosso Artigo de Blog - Ciclos do Sono: Como Funcionam.

Adiar o despertador pode prejudicar o teu desempenho ao longo do dia, nomeadamente na capacidade de tomada de decisão e memória. Além disso,  estarás a transmitir uma informação (errada) ao teu corpo, indicando-lhe de que deve começar um novo ciclo, levando a que este entre num estado de inércia do sono.

A Inércia do Sono

Antes de te explicarmos o conceito em si, e para que o percebas mais facilmente, temos três questões para ti:

  • Quantas vezes já sentiste que o teu sono não foi suficientemente reparador e, deste por ti a acordar cansado? 
  • Quando acordas, precisas de uns minutos para te “recompor” e conectar com o mundo? 
  • Costumas acordar mal disposto e irritado, mesmo depois de teres dormido as horas de sono recomendadas? 

Se as tuas respostas foram afirmativas, “sentes na pele” o estado de inércia do sono. Certamente já foste considerado como “o mal-humorado matinal”, mas na teoria, não é bem assim! Tal como um motor de um carro, o cérebro precisa primeiro de “aquecer” antes de arrancar, certo?

Simplificando o termo, a inércia do sono é o estado de transição entre o sono e a consciência, e caracteriza-se pela redução da nossa capacidade cognitiva e estado de alerta. Em alguns casos, dura aproximadamente quinze minutos, e em outros uma hora ou mais. 

Como se manifesta?

Em entrevista ao The Huffington Post, Rafael Pelayo, especialista do sono no Centro de Medicina do Sono da Universidade de Stanford (Califórnia), refere que "o corpo precisa de tempo para se preparar para acordar. Quando voltamos a adormecer, o corpo pensa: ‘Falso alarme! Afinal não preciso de fazer nada’ e instala-se novamente no sono. Quando o despertador toca pela segunda vez, o corpo e o cérebro são apanhados de surpresa, resultando num sentimento de confusão chamado inércia do sono”. 

Adiar o despertador, ativando repetidamente a função do snooze, é uma das causas mais frequentes da inércia do sono. Ao fazê-lo, estarás a fragmentar o teu sono e a prejudicar a sua qualidade, e irás acordar muito mais cansado.

A inércia do sono pode também manifestar-se quando acordamos de uma sesta. No entanto, 20 minutos é o tempo ideal para uma sesta que te vai deixar descansado/a, sem correres o risco de passar pela inércia do sono e acordar cansado.

Os milhões de pessoas que dormem a sesta todos os dias - e não são só os espanhóis! - dizem sentir-se mais relaxadas e descansadas ao fazê-lo.

 

AS 5 DICAS INFALÍVEIS PARA NÃO ADIARES MAIS O DESPERTADOR

Sabemos perfeitamente que resistir ao conforto da nossa cama é algo particularmente difícil, principalmente se dormires num colchão Colmol…

Para te ajudar, reunimos algumas estratégias (que realmente funcionam!) para colocares em prática nas manhãs em que o despertador toca. 

 

Concentra-te no motivo pelo qual estás a acordar

 

mulher a acordar feliz

 

Seja para trabalhar, fazer tarefas importantes ou manter o foco de uma ida ao ginásio, qualquer motivo é suficiente para te fazer saltar da cama. O segredo é pensares se preferes começar o dia sob stress, ou então se é preferível fazeres tudo com calma, com a certeza de que tens tempo suficiente para que assim seja. A resposta parece-nos óbvia, certo?

Ao atrasares o despertador, além de acordares cansado e com menos energia, só estarás a “adiar o inadiável”!

 

Coloca o despertador fora do teu alcance

 

despertador longe da cama

 

Esta é, talvez, a dica mais infalível de todas! Na noite anterior, antes de ires dormir, coloca o despertador longe de ti, fora da mesinha de cabeceira ou de outro local perto da tua cama. 

Desta forma, quando for a hora do despertador tocar, terás obrigatoriamente de levantar-te para o desligar. Quando deres por ti já estás de pé, e pronto para começar o teu dia… sem preguiça!

Dica extra: Se o teu despertador for o telemóvel e, se por algum motivo, precisares de o ter perto de ti, experimenta um despertador para pc. Na noite anterior, coloca o computador longe de ti. Verás que funciona na mesma!

 

Atenção à melodia!

 

homem a tapar os ouvidos com almofada devido ao toque do despertador

 

Todos sabemos que há certos sons de despertadores que, em vez de nos fazerem acordar de forma calma e serena, causam em nós um efeito muito contrário.

Para que o teu acordar não seja feito de forma abrupta e stressada, define a melodia do teu despertador para um som capaz de te acordar de forma tranquila, para que vás “recuperando os sentidos” de forma gradual. 

Sons muito altos, repentinos e com variações agressivas devem sempre ser evitados!

Dica extra: Experimenta configurar como toque do teu despertador uma música calma que te transmita uma sensação imediata de paz. Vais ver que acordarás muito melhor, e longe da inércia do sono!

 

Investe em melhores noites de sono

 

mulher a dormir feliz

 

Para muitas pessoas, a necessidade de adiar o despertador deve-se ao facto de dormirem mal e pouco tempo. No que toca ao sono, a qualidade e a quantidade devem “andar de mãos dadas”! 

De acordo com a hora a que tens de acordar, programa a hora a que deves adormecer garantindo que o teu sono cumpre com, pelo menos, sete horas.

Além disso, é muito importante que os teus aliados sejam os melhores! Uma almofada e um colchão que te permitam ter um descanso reparador e de qualidade, irá tornar as tuas noites muito mais tranquilas.

 

Dica extra: Se tens dificuldade em adormecer e/ou costumas acordar a meio/durante a noite, há algumas práticas que te podem ajudar. Experimenta meditar antes de dormir, fazer alguns exercícios de relaxamento, ou até mesmo ouvir uma música capaz de tranquilizar-te. Temos a certeza que irás adormecer mais facilmente!

 

Experimenta despertadores inteligentes

 

aplicação despertador no telemóvel

 

Recorrer a um despertador inteligente pode ser, também, uma excelente estratégia no “combate ao snooze”. 

Um despertador inteligente é capaz de monitorizar o ciclo do teu sono, e despertar apenas quando estiveres a passar pela sua fase mais leve. Incrível, não é?! Desta forma, evitas passar pela inércia do sono e, quando acordares, vais sentir-te muito mais fresco e revigorado. 

Existem várias aplicações de despertadores inteligentes disponíveis para smartphone. Uma das potencialidades que poderás encontrar em alguns destes despertadores é o modo de “luz”, que simula o nascer do sol e que vai aumentando gradualmente a claridade do ecrã, para que possas usufruir de um despertar mais tranquilo.

 

Já conseguiste perceber que adiar o despertador não é a solução para acordares menos cansado. Se começares a adotar algumas destas estratégias, vais ver que serás mais produtivo durante o dia e as tuas manhãs serão mais animadas e ativas!

Por isso, lembra-te: amanhã, quando o teu despertador tocar, não precisas de “mais 5 minutos”!

 

Deixe um comentário

Tenha em atenção que os comentários precisam de ser aprovados antes de serem exibidos

pt